HÁ ESPERANÇA PARA OS MORTOS

“Os nossos ossos se secaram, e pereceu a nossa esperança.” Ezequiel 37:11

É costume dizer-se que “enquanto há vida, há esperança”, pois, como diz outro ditado popular, “a esperança é a última coisa a morrer”. Mas a Palavra de Deus contraria, categoricamente, estes dois ditados populares. A Bíblia afirma em Provérbios 14:32 que “o justo até na sua morte tem esperança” e, neste capítulo 37 de Ezequiel, nos é demonstrado que, pelo Espírito de Deus, é possível a um amontoado de esqueletos secos que cobriam um imenso vale, ganharem vida e formarem um enorme e poderoso exército.

É nos momentos de grandes dificuldades que facilmente caímos no desespero e no desânimo. Mas é precisamente nesses momentos que iremos ver como Deus é grande e poderoso. Quando o povo de Israel estava moribundo e a sua esperança tinha morrido, quando já não conseguiam enxergar qualquer solução para os seus problemas, o Senhor os cobriu de força e os levantou das suas sepulturas e lhes deu vida.

A Bíblia diz que, também nós, os crentes, estávamos mortos nos nossos delitos e pecados, e Ele nos deu vida (Efésios 2:1). Contudo, ainda temos dias em que o desânimo nos vence e o desespero nos derrota. Essas depressões espirituais só se resolvem com uma solução espiritual. Essa solução vem do Senhor. Se nesses momentos buscarmos ao Senhor em oração, buscarmos ouvir a sua Palavra e deixarmos que o seu Espírito nos encha, então assistiremos ao milagre da ressurreição das nossas forças, do nosso ânimo, da nossa alegria e da nossa esperança. Aí saberemos que, pelo poder do Espírito Santo, há esperança para os mortos.

Abril 22nd, 2016|Devocionais|0 Comments

Leave A Comment